VISÃO

Vi-te passar, longe de mim, distante,
Como uma estátua de ébano ambulante;
Ias de luto, doce toutinegra,
E o teu aspecto pesaroso e triste
Prendeu minha alma, sedutora negra;
Depois, cativa de invisível laço,
(O teu encanto, a que ninguém resiste)
Foi-te seguindo o pequenino passo
Até que o vulto gracioso e lindo
Desapareceu longe de mim distante,
Como uma estatura de ébano ambulante.

Caetano de Costa Alegre (1864-1890)
Nasceu na ilha de São Tomé, em São Tomé e Príncipe. Foi, ainda criança, estudar em Lisboa, Portugal. Aluno sempre brilhante, será dos melhores alunos do seu tempo na Escola Médico-Cirúrgica. Não publicou nenhum livro em vida. Morreu em 1890, em Alcobaça, com 26 anos de idade.

Anúncios

The URI to TrackBack this entry is: https://farolante.wordpress.com/2010/11/25/visao-2/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: