ODE AO AMOR

sou Penélope, a espera de Odisseu.
teço poemas em verso e em prosa
aguardando sua chegada.
Deus Posido, desta vez, não preparará cilada alguma,
tampouco tirar-lhe-á a vista.
não precisarei destecer poemas, nossa coberta de noivado.
Odisseu sabe que lhe preparo uma festa de chegada.
Palas Atenas, filha de Zeus,
– o Senhor do Olimpo –
está ao lado de Odisseu. Protege-lhe.
sou Penélope, a espera de Odisseu.
o guerreiro de além-mar já não será atado ao mastro,
porque não ouvirá o canto das sereias.
nem Ciclopes temerá.
Palas Atenas, filha de Zeus,
enquanto Odisseu não chega, vela meu sono.
(que Homero perdoe meu plágio)

Neli Germano

Anúncios
Published in: on janeiro 20, 2010 at 6:55 pm  Deixe um comentário  
Tags: , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://farolante.wordpress.com/2010/01/20/ode-ao-amor/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: