palavra empunhada

heróica
a palavra exercita lágrimas
com prantos públicos de alegrias e risos
sopra liberdades

emudece nos palanques da mentira

pois não gea ao coração do sol
não conduz às minas do rei salomão
nem ao júbilo do paraíso impossível

mas promove conquistas infalíveis
aos que se sacrificam
por ferirem seus sonhos mãos cérebros
com calos bolhas e baixas aos calabouços

poesia e homens verdadeiros
empunham a palavra solidária
para romperem a pedra dura da miséria.

Rossyr Berny (1952)
Nasceu em São Gabriel, Rio Grande do Sul, Brasil. Poeta, romancista, editor, tradutor. É jornalista e mestrado em Teoria da Literatura pela PUCRS, e professor pela faculdade São Judas Tadeu. Desde 1973 reside em Porto Alegre. Publicou, entre outras, as seguintes obras: Homem-Autômato (1976); Invernia (1982); Antologia poética (1984, 2ª edição 1985); Revelação das sombras (1992); Percursos do feroz cotidiano (1997); Estações do homem (2000); Entreguem o matador à família do morto – Brasil 500 danos (2002); Amor tsunami (2006).

Anúncios
Published in: on setembro 19, 2009 at 12:50 am  Deixe um comentário  
Tags: , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://farolante.wordpress.com/2009/09/19/palavra-empunhada/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: