Poema de Maria Jucá Moreira Lima

AS TRÊS FLORES DA ALMA

Maria Jucá Moreira Lima

A primeira é de alvura não sonhada…
Tudo que é santo abriga, imaculada,
Sua corola imensa.
Quando transborda o cálix da amargura,
Minh’alma numa prece se depura,
Cresce a rosa da Crença.

Quando por mim em lágrimas banhada
De minha mãe a face descorada
Eu cinjo ao coração,
Divina, casta, cérula, amorosa,
Nasce em meu seio a flor mais odorosa,
A flor da Gratidão.

E quanto as ilusões são dissipadas
E as rosas dos amores desfolhadas
Em triste soledade,
Consoladora, olente, doce e calma
Inda uma flor desabrocha na minh’alma,
O lírio da Saudade!

Maria Jucá Moreira Lima (1867-1895)
Poetisa romântica alagoana. Tradutora de Victor Hugo. Não deixou livro publicado.

Anúncios
Published in: on abril 7, 2009 at 7:21 am  Deixe um comentário  
Tags:

The URI to TrackBack this entry is: https://farolante.wordpress.com/2009/04/07/poema-de-maria-juca-moreira-lima/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: